Por razões económicas ou sociais das famílias, são ainda muitas as crianças que não conseguem ver satisfeitas as suas necessidades básicas. O Banco do Bebé – Associação de Ajuda ao Recém-Nascido – nasceu em 1996 com o grande objetivo de dar resposta a este problema, prestando ajuda às famílias carenciadas dos bebés que nascem na Maternidade Alfredo da Costa.

O Banco do Bebé tem assim como prioridade fundamental assegurar as condições emocionais e materiais para que todos os recém-nascidos e as suas famílias tenham um início digno de vida, prioridade esta que o Banco Finantia valoriza e apoia, no âmbito da sua política de Responsabilidade Social, com o objetivo de dar o seu contributo para um mundo melhor.

Uma missão de vida: permitir a vida

Foi pelas mãos de Marina Arnoso (atual Presidente da Direção da Associação) Luisa Lancastre, Ingrid Poppe, Efigénia de Brito e Maria Sarsfield Cabral que nasceu o Banco do Bebé. É graças ao trabalho iniciado por estas mulheres que muitos bebés carenciados da Maternidade Alfredo da Costa conseguem ter um início de vida digno.

A Associação concretiza a sua Missão de duas formas:

  • Garantindo bens essenciais necessários no início de vida até aos 6 anos de idade;
  • Capacitando as figuras parentais nos cuidados aos bebés desde que nascem.

Áreas de intervenção

Com 20 anos de experiência, o Banco do Bebé luta diariamente para se tornar uma referência na resposta às necessidades e cuidados a recém-nascidos e bebés e consequente capacitação dos seus cuidadores. Esta é uma visão humanitária que orienta toda a atividade da associação e pela qual se desenvolveram as seguintes áreas de intervenção:

  • Doação de bens aos bebés carenciados até aos seis anos – Apoio mensal ou bimensal que se traduz na oferta de um enxoval completo para recém-nascido, respetiva alcofa, e que se prolonga durante os primeiros anos de vida do bebé. O enxoval inclui bens como fraldas, roupa, medicamentos, alimentos e produtos de higiene;
  • Apoio Domiciliário – Pretende dar apoio domiciliário a bebés prematuros ou recém-nascidos com incapacidade temporária ou permanente. Semanalmente, fisioterapeutas, técnicos de saúde e voluntários devidamente formados fazem visitas à casa da família dos bebés prestando os serviços necessários a cada caso;
  • Formação de equipa técnica, voluntários, e pais nas áreas de saúde materno-infantil, prematuridade, depressão pós-parto, segurança infantil, desenvolvimento da criança, intervenção precoce, primeiros socorros, alimentação infantil, multiculturalidade, entre outros;
  • Banco de Leite Humano – Iniciado em 2012 em parceria com a Unidade de Neonatologia da Maternidade Dr. Alfredo da Costa, este é um projeto que pretende criar uma ligação entre as dadoras de leite e a Maternidade, recolher e entregar o leite na MAC e prestar apoio e aconselhamento às dadoras;
  • Apoio às Mães durante o período de internamento – apoio humanizador promovido pelas enfermarias de obstetrícia da Maternidade Dr. Alfredo da Costa.