A Fundação de Serralves é conhecida por fazer sonhar miúdos e graúdos durante todo o ano, com os seus jardins, museus e oficinas. O Natal não é excepção! Reúna a família e, de 6 a 20 de Dezembro, passe uns dias mágicos no Norte de Portugal.

Brincar e aprender

 Ciência polar, pintura imaginária e gulodices natalícias recheadas de ciência são atividades que não vão faltar na agenda. E melhor: a entrada e a participação são gratuitas.

 Com estas atividades, o objetivo da Fundação Serralves é dar a conhecer aos mais pequenos e às suas famílias, de uma forma muito original, grandes ideias do mundo científico e o trabalho de alguns artistas ilustres.

Por exemplo, a partir da exposição de Harry Smith, a sua criatividade é posta à prova: o objetivo é transformar desenhos, recortes e carimbos em universos natalícios surreais. Já na aula de “Pintura Imaginária”, o projeto de arte são os próprios participantes. O desafio consiste em fazer manchas de cor, agarrá-las e posar como uma verdadeira pintura.

Quem nunca contou estrelas na noite de Natal?

Durante a época natalícia não podia faltar uma viagem até às estrelas. Como? De olhos bem postos no céu, inicia-se um trajeto por cometas, planetas, satélites e meteoros onde os pequenos astrónomos vão aprender a conhecer as constelações, as fases da lua e as estações do ano. Mas não só: há que meter mãos à obra e construir o próprio foguetão.

Culinária criativa 

Sabe o que acontece quando a gastronomia se junta à ciência? A Fundação de Serralves explica: “Nasce o Esfingopop, a Gracilete e o Saccharomuffy, as nossas experiências moleculares do reino dos lollipops, do esparguete e dos muffins”. Curioso? Faça parte desta grande aula de culinária científica onde os grandes protagonistas são produtos biológicos como algas, bactérias e fungos. No fim pode – e deve! – deliciar-se com os cozinhados.